Insira um e-mail válido!

Insira uma senha válida!

Esqueceu a sua Senha?

Insira o seu E-mail

Insira a sua Senha

Esqueceu a sua Senha?

Perdeu sua senha? Por favor, insira o seu endereço de e-mail abaixo e lhe enviaremos um link para criar uma nova Senha.

Insira um E-mail válido!

Fazer Login

Close

Vamos falar de Fake News


Vamos falar de Fake News


14/03/2019 | RedPill MKT | Notícias | 314

Fake News



Vamos falar de Fake News


Hoje falaremos o fenômeno Fake News. Isso mesmo! Da tão famigerada onda de notícias falsas que tomou de assalto não só a internet brasileira, como a rede mundial de computadores, nossa querida World Wide Web (WWW).

Olá Amiguinhos conectadíssimos à Matrix! Conforme prometido em nosso encontro anterior, hoje falaremos o fenômeno Fake News. Isso mesmo! Da tão famigerada onda de notícias falsas que tomou de assalto não só a internet brasileira, como a rede mundial de computadores, nossa querida World Wide Web (WWW). Na verdade, não é de hoje que as pessoas se valem de falsas notícias para influenciar comportamentos, implantar tendências e até mesmo obter vantagens financeiras inserindo falsas verdades nos meios de comunicação. Porém, apesar de toda a comoção contra este fenômeno, é necessário entendermos que não é qualquer boato falso que pode ser chamado (ou classificado) como Fake News. Só para entendermos,  recente estudo divulgado por pesquisadores da Universidade de Nova York e de Stanford diz que as Fake News “significam todas as informações difundidas por meios de comunicação que se disfarçam de veículos jornalísticos e que difundem informação comprovadamente incorreta para enganar seu público”. Esta definição exclui tanto jornais sérios que possam ter publicados determinados conteúdos incorretos (pois errar é humano), como obviamente, sites declarados satíricos, como o Sensacionalista por exemplo, que declaradamente divulga notícias de cunho absurdo, a título de comédia. Mas o fato é que os grandes canais de comunicação ou interação social no ambiente digital já estão pondo suas barbas de molho e mudando regras de uso, publicação e compartilhamento como o Whatsapp por exemplo, que mudou o limite máximo de encaminhamentos de mensagens simultâneos para evitar a rápida proliferação de notícias falsas. O Brasil saiu também na frente, com vários portais que ajudam a desmentir notícias falsas, como o projeto Fake ou News  http://fakeounews.org/ criado pela agência Lupa em parceria com o Canal Futura e o apoio do Google, e também o projeto  http://www.e-farsas.com/ que concentram diversas noticias com conteúdo falso. Daí você me pergunta: O que estes caras ganham com isso? E eu respondo: Audiência. Em um mundo quase 100% conectado, onde ao entrar em um site, movido pela curiosidade e ansiedade de ver aquele vídeo ou imagem que ninguém ainda viu ou saber daquela notícia que você sempre quis que acontecesse, você muitas vezes clica em diversos botões com “sim” ou “concordo” e sem saber, seus dados estão todos sendo entregues para serem comercializados na rede, isso sem falar que o número de visualizações de determinado site vai as alturas, o classificando como relevante frente aos mecanismos de buscas, por mais que esta última técnica, já vem sendo derrubada pela inteligência artificial do Google em muitos casos, mas ainda move muitas pessoas em uma massa de seguidores de conteúdos falsos e sem embasamento.

Gostou do nosso assunto de hoje e quer falar mais? Mande uma mensagem no andre@redpillmkt.com.br e curta nossa publicações nas redes sociais no #RedPillMkt. Grande abraço!



Pos-Graduado em Marketing e Vendas
Mestrando em Adm para MPEs com ênfase em Marketing
Coordenador do curso de Marketing Digital e E-commerce na Pós-Graduação Senac Osasco/SP
Colaborador da coluna semanal “Network” do jornal Folha Metropolitana
Professor das disciplinas Estratégias em Mídias Sociais, Modelagem Canvas, Branded Content, Gestão de tecnologia e inovação, entre outras.





Vamos criar coisas incríveis JUNTOS

Nossa metodologia baseia-se em ouvir nossos clientes, assim como seus clientes, para entender a realidade de seu mercado e reais necessidades, para desenvolver, à quatro mãos, estratégias de Comunicação e Marketing exclusivas e assertivas para seu negócio.

NOSSO ENDEREÇO

Dirija até a RedPill Estratégia & Marketing